50 tons de castanhos – Que tom escolher?

Olaaaaa!

Então ainda se lembram do que falámos no último post? Acertaram! Pintar o cabelo.

Neste post, vou falar especificamente de cabelos castanhos (porque a maioria das portuguesas tem) que precisam de um up no visual, sem mudanças radicais, para esconder os inestéticos (será?) fios brancos.

Digo-vos desde já que acho o cabelo castanho muito versátil pelos vários tons que pode ter e continuar sempre castanho e por estar constantemente na moda, ao contrário dos ruivos e dos loiros que ora se usa mais, ora se usa menos.

Então o primeiro passo é: pintar ao gosto de cada um. Não adianta irmos por regras de que peles brancas ou morenas  ficam melhor com tom claro ou escuro de cabelo se depois não nos vamos sentir bem com o resultado final. Claro que devemos ter em conta o tom da nossa pele, mas também não devemos ficar obcecadas com isso e tentar fazer pandã com tudo e mais alguma coisa. Bom senso é a palavra-chave!

Após o momento de reflexão passaremos então às famosas regras para um resultado natural e harmonioso. Quando me refiro a tons dourados ou avermelhados, quero dizer tons castanhos a “puxar” ao dourado ou ao vermelho e relembrar que apenas vou abordar os diferentes tons que um cabelo castanho pode adquirir.

Tom de pele:

Pele negra– para realçar o tom da pele pode-se optar por fazer luzes douradas em todo o cabelo ou por um castanho acobreado. Os tons dourados ficam muito bem  e são os meus preferidos neste tom de pele. Evitar luzes demasiado claras e californianas marcadas.

Pele morena – combina com todos os diferentes tons de castanho, desde os dourados e acobreados até aos castanhos muito escuros. Pele amarelada combina com tons escuros, mas se a tua vontade é clarear, então o melhor é mesmo consultares um especialista em coloração! Se o subtom tender para o dourado, podes optar sem medo por tons dourados, mas, atenção, pele amarela e cabelo castanho amarelado (posso chamar de castanho?), NUNCA! Pele amarela é diferente de pele dourada e pele e cabelo iguais não ficam bem. Estarei a confundir-vos? Vejam as fotos.

Pele clara e pálida – é favorecida pelos tons castanhos médios e dourados. Evitar tons castanhos acinzentados.

Pele clara e rosada – optar por tons castanhos mais neutros, evitando tons dourados ou avermelhados de forma a neutralizar a cor da pele.

Não irei falar de tons quentes ou frios por não existir consenso e por ser mais importante para a maquilhagem do que para a coloração de cabelo. Apenas é importante ter noção que a pele pode tender para tons dourados, amarelados, rosados ou pálidos.

Idade

Há quem diga que tons mais claros favorecem as mulheres mais velhas e tons mais escuros as mais novas. Se eu concordo? Não, não concordo minimamente com isso, nem acho que se possa generalizar.

Cabelo Castanho

Tons claros

castanho claro.png

 

Tons médios

tons medios.png

 

 

Tons escuros

tons escuros.png

 

 

Tons acobreados/ avermelhados

tons acobreados.png

Então que acharam? gostaram das sugestões?

Anúncios

Quando começar a pintar o cabelo? Ajudaaaaaaa

Olá, meninas!

O post de hoje é a pedido de uma amiga do coração (vês, sou mesmo fixe para ti, miga)! E então qual é o tema? Colorações de cabelo.

Já não estamos a caminhar para novas e os cabelitos brancos começam a aparecer e teimam em ficar. Não tenho ainda razão de queixa, o único fio que encontrei era clarinho e continuo a achar que era loiro hahaha.

Mas nem toda a gente com a minha idade pode ter essa sorte e é precisamente sobre esta temática que irei falar hoje.

Como sabem, a genética é a grande responsável pelo aparecimento de cabelos brancos e quanto a isso não há nada a fazer. Podemos apenas esconder o “problema”, pintando o cabelo.

Mas será que se deve pintar o cabelo só porque se tem 5 ou 6 fios brancos? Em primeiro lugar, devemos, então, ter em conta a idade e os gostos pessoais de cada um. A partir do momento em que se começa a pintar com tinta permanente, geralmente, nunca mais se irá parar e, por isso, a questão que surge é: será que vale a pena começar tão cedo? Tem de se pesar os prós e os contras e analisar se de facto vale a pena. Se a decisão for começar a pintar, surge um novo problema: “que tipo de tinta?”.

Existem várias possibilidades:

Tinta permanente – penetra na fibra capilar, alterando o pigmento, sendo capaz de cobrir os fios brancos e clarear/escurecer a cor do cabelo.

Tinta temporária – apenas colora a parte externa dos fios, sendo aconselhada para quem deseja alterar a cor do cabelo, mas não está segura em relação à cor e ainda para quem quer disfarçar os primeiros fios brancos.

Tonalizante- age na superfície do cabelo e escurece os fios, pintando apenas cerca de metade dos fios brancos e é indicado principalmente para quem quer realçar a cor.

Henna – age apenas na superfície dos fios e está indicada para dar reflexos avermelhados ou acastanhados, não cobrindo os fios brancos.

Portanto, se tens entre 20 e 30 anos (ou mesmo até se já és mais velha) e se tens poucos fios brancos, não pintes com tinta permanente! Tem componentes agressivos para os fios, danificando-os! Além disso, um fio agredido é um fio que quebra com mais facilidade.  À medida que vai crescendo, vai quebrando e o comprimento vai ser sempre o mesmo (o que se ganha de um lado, perde-se do outro).  De qualquer das formas, seja curto ou comprido, o importante é ter fios saudáveis e bem tratados. Uma outra desvantagem é  o retoque da raiz que tem de ser mais frequente e é preciso usar produtos específicos de grande qualidade para cabelos pintados que à partida já são mais caros que os restantes.

Mas os dilemas não acabam aqui. Surge então a grande dúvida: “de que cor pintar?” Pois é, a vida de uma mulher é muito complicada. Se já achávamos que já tínhamos chegado ao cerne da questão, eis que surge um novo desafio. Sim, miga, vou ajudar-te, não te preocupes, mas não pode ser já já porque o post já vai longo e devemos resolver um problema de cada vez!

E assim me despeço com a esperança de te ter ajudado a enfrentar esse grande problema! Ahahaha.

Um grande beijinho para todas vós e em especial a uma das fãs nº 1 deste blog que só por acaso é minha amiga.