Dez erros mais comuns de maquilhagem que nos fazem parecer mais velhas

basebatomlapis-labiosblushpocorretorrimeleyelinersombrasombrancelja

Anúncios

Sabes usar a argila certa?

Existem diferentes tipos de argila e diferentes problemas que podemos solucionar se usarmos a argila correta.

Antes da aplicação, a pele deve estar limpa e sem maquilhagem.

Para preparar corretamente a máscara é preciso uma colher de argila em pó e água ou chá de camomila até obter uma consistência pastosa.

Deve-se aplicar a máscara no rosto, evitando a região dos olhos e dos lábios. Quando secar, pode-se retirar com água.

Vamos então aos diferentes tipos de argila:

fotorcreated

Argila preta –  a mais nobre de todas. É muito utilizada para a desintoxicação da pele, principalmente peles oleosas.

Argila vermelha – indicada para peles mais sensíveis e rosadas. Tem grande capacidade de absorver oleosidade e reduzir as linhas de expressão. Por ser rica em óxido de ferro e cobre, a argila vermelha auxilia na respiração das células.

Argila rosa – mistura da argila branca com a vermelha. Por ser mais suave, a argila rosa é indicada para as peles sensíveis e delicadas. Possui ação cicatrizante e suavizante.  Rica em ferro.

Argila cinzenta – indicada para peles oleosas e com manchas. Devido ao titânio presente na sua composição, é eficaz no combate a espinhas e é um excelente esfoliante. É ainda um antioxidante natural, eficaz a atrasar o envelhecimento da pele.

Argila verde – indicada para peles oleosas e com acne. Tem ação adstringente, tonificante, secativa, bactericida e cicatrizante.

Argila branca – indicada para peles sensíveis e desidratadas. Contém maior percentagem em alumínio e o seu pH é semelhante ao da pele.

O segredo para uma super hidratação da pele? Nem vais acreditar! Fazias tudo errado!

Olá!

Queres manter esse bronzeado por mais tempo? A pele já está desidratada? Então de que estás à espera para começar a hidratar em condições a tua pele?

Já usas creme hidratante? Já usas óleo? Não estás satisfeita? Então vou dizer-te o porquê!

Para termos uma pele bonita, saudável e luminosa devemos mantê-la sempre hidratada! Os cuidados começam de dentro para fora, o que significa que não é um creme que te vai deixar linda e maravilhosa! É a água que tu bebes que pode fazer isso por ti! Só essa água e não a água que está no creme X ou Y. Mas claro que é preciso adotar alguns cuidados para potencializar o benefício de beber muita água. Estou a falar de cremes, loções, manteigas, óleos e tudo isso que vocês já ouviram falar!

Ao longo desta publicação vou apenas focar-me em cremes e óleos porque acredito que se tiveres hábitos saudáveis como beber 1,5l  de água não precisarás de te preocupar muito, pequenos gestos chegarão e os produtos a usar poderão ser a teu gosto, sem grandes exigências.

Vamos lá então ao que interessa!

Devemos ter em atenção que para termos uma pele hidratada, suave e luminosa temos de usar algum tipo de produto que a ajude a reter a água. Existem diferentes substâncias que são capazes de fazer isso. Substâncias emolientes, humectantes e hidratantes.

Uma substância emoliente amacia e suaviza a pele, a hidratante aumenta o teor de água e ajuda a mantê-la macia e a humectante mantém e retém a humidade. Geralmente os cremes têm estes componentes, mas por vezes as necessidades da pele são tão grandes que os cremes não dão conta do recado.

Já estão a imaginar que vamos ter que usar mais que um produto, certo? Certíssimo!

Não vos vou maçar a falar do que é um creme, um óleo, etc.

Vou direta ao assunto!

Resumindo, então, o creme tem constituintes que são capazes de repor a água que a pele perde normalmente e proporcionar lípidos para reforçar de forma duradoura a barreira cutânea e protegê-la das agressões exteriores.

Por isso, o creme hidratante é ideal para diminuir o especto ressacado da pele. Não precisam de gastar muito dinheiro, procurem se tem ingredientes como a ureia, glicerina, pantenol, entre outros. Claro que em cremes mais caros vamos ter outros componentes mais eficazes como o ácido hialurónico, que além de ser um bom hidratante, contribui para suavizar os sinais de envelhecimento do corpo, mas se não querem gastar rios de dinheiro e terem igualmente bons resultados, não precisam de se preocupar quanto a isso!

Agora que temos a água e os lípidos repostos17975965814f1012d2dfeb8, precisamos de evitar que eles saiam, correto? Pois, é nesta fase que entram os óleos. O óleo por si só não hidrata, isto é, não repõe a água perdida. O que o óleo faz é evitar que se perca mais água pelo seu efeito oclusivo. Mais uma vez qualquer óleo faz isso. Os óleos criam uma película sobre a pele para evitar a desintegração da barreira cutânea, por isso há quem recomende que em peles extremamente secas sejam utilizados antes do banho, e não depois do banho que geralmente é feito com água quente que agrava a situação. Como vês, usar unicamente óleo após o banho não tem qualquer beneficio.

Esta rotina não deve ser feita todos os dias, basta duas ou três vezes por semana, dependendo do grau de desidratação da pele. O ideal é que depois do banho seja sempre usado um creme hidratante, pois é nesta altura que os poros estão abertos e prontos para receber todos os cuidados. O óleo é para potencializar a hidratação através do seu efeito oclusivo.

Espero ter ajudado!

LUNA™ mini 2 – limpeza ótima e adaptável

Olá, meninas!

Este post é para apaixonadas por beleza e tecnologia: o tão aclamado LUNA!

luna.PNG

Promete uma pele com aparência mais lisa em apenas 1 minuto! Mas será verdade? Gostaria de vos dizer que sim ou qualquer outra coisa, mas infelizmente o LUNA e a minha carteira não se dão muito bem e declararam guerra! Enquanto a minha carteira continuar magrinha, o LUNA não quer nada com ela! Eu bem tento engordá-la, mas está difícil. Gostaria também de vos dizer que este post é patrocinado, mas infelizmente as marcas não querem nada comigo.

No entanto, a pensar em vós e para quem puder, criei este post a falar deste produto revolucionário (ou nem tanto).

“O LUNA™ mini 2 é uma escova de limpeza facial com tecnologia T-Sonic™ avançada, que possui 8 intensidades ajustáveis para uma experiência de limpeza totalmente adaptável. Elimina as impurezas que causam imperfeições, mas sempre tratando a sua pele com toda delicadeza. Basta utilizar o aparelho durante 1 minuto, duas vezes ao dia, para uma pele de aparência revigorada, lisa e uniforme.”

Capturar.PNG

uso.PNG

Confesso que adorava ter esta maquineta, mas como tenho prioridades e esta escova não está no top 10, não me parece que a vá adquirir tão cedo. Mas que dá vontade isso não há duvida. Quem tiver dinheiro para gastar, gastem nisto e contem-me depois a vossa experiência!

Preço: 139 euros

Tony Moly – O que comprar?

Olá, meninas!

Certamente já ouviram falar deste grande sucesso que chegou recentemente a Portugal.

Produtos únicos, design inovador e eficácia comprovada. Escolha não falta e vontade para comprar tudo e mais alguma coisa também não!

Que acharam da marca? E os produtos?  Contem-me tudo!

51HnlXXnHrL._SY355_.jpg

Egg Pore Blackhead Steam Balm –  Passo 1 na gama Egg Pore.  Dilata os poros.

Egg Pore Tightening Cooling Pack – Passo 2 da gama Pore Egg. Contrai os poros para reduzir a sua aparência.

Egg Pore Silky Smooth Balm -Passo 3 da gama Pore Egg. Efeito de alisamento  cutâneo.

Eco_aloeGel de Aloe Vera que acalma a pele sensível e irritada.

thumb-30812218_Rk9hbNz4_MAGIC_FOOD_BANANA_HAND_MILK_800x3490.jpg

 loção hidratante para mãos com aroma a banana.

thumb-30812218_6XsD0yT5_PANDAS_DREAM_WHITE_MAGIC_CREAM_800x2776.jpg

Creme de luminosidade à base de niacinamida.

ton021_tonymoly_bbobbolipbalm-red_1_780x980.jpg

Lip Balm

Sem Título.png

Stick anti-olheiras e anti-rugas

thumb-30812218_0AjNVULD_TOMATOX_MASSAGE_PACK__800x1196.jpg

Máscara de luminosidade, à base de extracto de tomate

Acne – rotina + produtos

Olá!

Este post é dedicado a quem tem acne, tal como eu.

Vivo com este problema há mais de 10 anos e estou sempre à procura de produtos novos para a minha rotina. A minha acne é ligeira, mas mesmo assim é desconfortável. Uns dias com a pele melhor, outros dias pior. Nenhuma acne é igual à outra. O segredo é ir testando e ver que produtos se adequam mais a cada tipo de pele e às necessidades a cada momento. A rotina e os produtos apresentados são indicados para quem não faz nenhum tipo de tratamento sistémico, ou seja, para quem não toma nenhum tipo de comprimido porque as necessidades da pele nesses casos seriam diferentes.

Em primeiro lugar é preciso ter algumas noções básicas acerca da acne e dos produtos que devem ser usados.

  1. Não devemos limpar a pele mais do que 2 vezes por dia. Se o fizermos, estaremos a tirar a oleosidade natural da pele, a deixá-la mais vulnerável às agressões e a provocar um aumento da produção da oleosidade natural. Assim, ao invés de estarmos a acabar com a oleosidade e brilho excessivos, estaremos a aumentá-los. Devemos escolher agentes de limpeza suaves e de preferência sem sulfatos, fugindo, principalmente, de espumas de limpeza, pois tem sulfatos e outros componentes que ressecam a pele.
  1. Podemos fazer uma limpeza/desmaquilhagem com óleos, mas claro que estes devem ser adequados à pele oleosa. Ao contrário do que pensam, promovem uma limpeza suave sem deixar a pele mais oleosa. O principio que aqui se aplica é que semelhante dissolve semelhante e sendo as impurezas do rosto oleosas, estas serão dissolvidas no óleo e ao juntar água no final, tudo será arrastado pela mesma, sem ser necessário esfregar excessivamente o rosto. Não devemos esquecer que a pele acneica é antes de mais uma pele bastante sensível e por isso não devemos jamais eliminar a sua barreira protetora que é a oleosidade, que lhe confere um mecanismo de proteção contra a desidratação.
  1. Sérum – Podem usar um sérum hidratante, mas o seu uso é mais questionável, principalmente se não estiver a fazer qualquer tratamento tópico mais agressivo como os retinoides tópicos ou o adapaleno, pois um bom creme hidratante é geralmente suficiente. Uma outra opção é um sérum anti-manchas ou para equilibrar a pele. Não esquecer que depois de limpar e secar a pele, devemos usar um sérum, a seguir o creme diário e só depois o protetor solar.
  1. Não usar cremes de rosto matificantes (não estou a falar de produtos de maquilhagem, são assuntos diferentes). Porquê? Porque têm componentes que secam a pele e com o seu uso diário entramos num ciclo como o referido. Optar por produtos que digam oil free.
  1. O Protetor Solar deve ser usado sempre e exposição solar excessiva deve ser evitada. O sol pode ter um efeito inicial “secante”, é verdade, mas passado esse efeito inicial, as borbulhas voltam em força. Além disso, como as borbulhas estão geralmente associadas a processos inflamatórios e estes predispõem a uma maior produção de melanina (daí as manchas associadas), uma exposição solar sem proteção acelera e agrava este processo e a formação de manchas tende a piorar e a eternizar-se.
  1. Tratamento localizado – a variedade é grande, mas alguns dos produtos necessitam de receita médica. Mas mais que uma receita, necessitam de um aconselhamento que só os médicos sabem dar. A tua pele não é igual à do vizinho e no que nele pode resultar, em ti pode já não fazer nada. Além disso, usar cremes sem qualquer aconselhamento médico pode levar a que se gaste mais dinheiro em produtos que à partida qualquer médico veria que não fariam qualquer efeito.
  1. Máscaras/cremes esfoliantes ou com efeito peeling com AHA ou ácido salicílico. Aqui aplica-se a mesma regra. Tudo que em excesso faz mal. Devem ser usadas 1 a 2 vezes por semana, mas verifiquem sempre as instruções do produto.
  1. Secar o rosto com toalhas diferentes todos os dias. Aconselho toalhas de rosto bastante macias, que não agridam a pele e que sejam pequenas para facilitar a sua troca e lavagem. Apesar de parecer algo fútil, não o é, acreditem! Em primeiro lugar, as toalhas que usamos para as mãos não devem ser as mesmas para o rosto pelas impurezas e microorganismos acumulados. Em segundo lugar, mesmo as toalhas que são apenas para o rosto estão expostas a poeiras ou outras impurezas quer queiramos quer não, o que pode agravar a condição da pele. Tal principio aplica-se a todos os tipos de pele, mas em especial à pele acneica, que é uma pele muito sensível e que merece uma atenção redobrada.

                                   Exemplo de uma rotina

                                                 Limpezalimpeza.png

 

                                                 Sérum

serum.PNG

 

                                       Cremes hidratantes

creme hidratante.png

 

                                         Tratamento Tópico

tratamento localizado.png

 

                                      Protetores Solares

protetor.PNG

 

                             Cremes/máscaras esfoliantes

cremesmáscars esfoliantes.png

Máscaras sem Petrolatos – os efeitos dos petrolatos no cabelo

Olá, meninas!

Como estão? Admito que já tenho saudades de vos dar noticias como estas!

Quando comecei a escrever este post, tinha pensado em dar-vos a conhecer algumas máscaras com petrolato que sei que vocês tanto adoram, mas depois achei que não seria justo estar a expor o lado mau das marcas e decidi inverter o propósito! Além disso, ia lançar uma bomba e as meninas iam começar a arrancar cabelos! Vêem, sou vossa amiga! Ficam a conhecer os efeitos dos petrolatos, a saber algumas das máscaras que podem usar sem medo e ainda poderem ir tranquilas ao WC ver se as vossas máscaras têm ou não derivados de petróleo.

Vou apresentar-vos as máscaras que valem a pena experimentarem, principalmente por não terem petrolatos. Antes de mais, quero realçar o facto de os produtos sem petrolatos não serem apenas direcionados para quem é adepto de no/low poo, mas para quem quer usar produtos que mantêm verdadeiramente os fios saudáveis e os trata, sem camuflar danos.

Sem Título.png

Os petrolatos são usados em diversos cosméticos, desde produtos para a pele a produtos para o cabelo, principalmente por serem emolientes e de baixo custo, o que os torna mais atrativos para o consumidor em geral. Bom e barato quem não gosta?

Relativamente aos produtos de cabelo, podem ser encontrados em shampoos, condicionadores, máscaras de tratamento, entre outros, e conferem brilho, maciez e uma sensação de tratamento quase instantânea. No entanto, o efeito dura apenas entre as lavagens, como que maquilhando os fios, encobrindo os danos e, a longo prazo, piorando-os.

Mas como é que os danos podem piorar? O petrolato forma uma pelicula protetora e, como não é solúvel em água, vai impedir que tratamentos penetrem o fio, além de poder entupir os folículos pilosos e prejudicar o crescimento dos fios (no extremo, atenção).

O principal problema é camuflar os danos. Os fios ficam mais brilhantes e sedosos, mas será que é por causa dos derivados do petróleo ou pelo verdadeiro tratamento que a máscara proporciona? Aí está a questão. Não dá para saber. Se as mulheres continuarem a agredir os fios com tintas e calor, fios ficarão mais fracos, quebrar ou cair e o cabelo continuar com um aspeto agradável.

Mas dará para retirar os petrolatos dos fios? Dá sim, mas com shampoo anti-resíduos, tendo sempre em atenção que este tipo de shampoo agride os fios e, por isso, não podem ser usados com regularidade.

Agora vocês perguntam: porque então continuam a ser usados em produtos para o cabelo? Pelo preço e por darem ao cabelo um aspeto saudável, que é o que todas as mulheres gostam. Nem as marcas, nem os preços ditam a qualidade do produto, por isso mesmo é que decidi dar-vos a conhecer algumas das máscaras que não têm estes componentes.

Não se preocupem se a vossa máscara tem algum dos derivados! Não precisam de deitar fora! Basta intercalarem com outras máscaras ou então podem acrescentar componentes, batizando as máscaras!

sem.png